Diferença entre IPVA falso e verdadeiro

O IPVA – Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores, é arrecadado anualmente, em cada estado, pelo Governo Estadual, através de um boleto, onde se faz necessário ter conhecimento sobre a diferença entre IPVA falso e verdadeiro. Esse imposto gera muitas especulações, pois a maioria dos contribuintes não possuem conhecimento acerca de sua verdadeira finalidade, ao se deparar com estradas e ruas repletas de buracos, o condutor fica sem entender para onde vai o valor pago de IPVA, se não para a restauração das vias de trânsito. Isso ocorre pois há confusão entre a comparação com o imposto que havia antigamente, chamado TRU – Taxa Rodoviária Única, essa sim era totalmente destinada a manutenção do sistema viário. No entanto, essa taxa foi extingui-se em meados de 1985 para dar lugar, a partir desse mesmo ano, ao IPVA que teve sua primeira cobrança em São Paulo, espalhando-se depois para o restante do Brasil.

Acontece que com essa mudança, todo o valor arrecadado através desse imposto, é dividido entre o estado e o município de registro do veículo. É determinado pela Constituição Federal que quase 20% da arrecadação seja encaminhada para o FUNDEB, o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação e, o restante do valor deve ser repartido em 50% para o estado e 50% para o município de emplacamento do veículo automotor, independente de qual seja o tipo. Visto isso, ao contrário da crença geral dos brasileiros, todos os bilhões de reais arrecadados anualmente com o IPVA não são voltados para gastos exclusivamente com as melhorias de ruas e estradas, tão deterioradas em diversos pontos do nosso país.

Portanto, fica claro que os recursos podem ser usados tanto para a manutenção das vias públicas, que necessitam sim de melhorias, e reformas na infraestrutura, algo que beneficiaria os donos de veículos automotores pelo Brasil, quanto para despesas gerais e administrativas, como para a construção de escolas, compra de remédios, melhorias no trânsito e manutenção de rodovias.

Diferença entre IPVA falso e verdadeiro | Como Identificar

Diferença entre IPVA falso e verdadeiro – Fraude no IPVA

É provável que você já tenha conhecimento da história de alguém que pagou um boleto falso justamente por não saber a diferença entre IPVA falso e verdadeiro. Essa questão ganhou mais destaque e chamou a atenção de contribuintes, principalmente, depois do crescimento das redes sociais. O que antes poucas pessoas ficavam sabendo, hoje tomam proporções maiores e é possível que todo o país compartilhe e conheça uma história compartilhada.

Foi o que aconteceu quando um vídeo sobre um suposto boleto falso de IPVA começou a circular em diversas redes sociais no fim do ano passado, justamente quando os contribuintes começam a receber a guia verdadeira para pagamento. Apesar da semelhança em todos os quesitos, que torna o golpe quase imperceptível, tratava-se de uma cobrança falsa.

Desta forma, a Secretaria da Fazenda, órgão que é responsável pelo envio dos avisos sobre o IPVA, começou a se preocupar ainda mais com a segurança do contribuinte, buscando alternativas que tornariam possível perceber a diferença entre IPVA falso e verdadeiro.

Nos casos de proprietários que possuem mais de um veículo registrado em seu nome, ou seja, que estejam cadastrados com CPF e endereço iguais, os informativos podem ser encaminhados juntos, dentro de um envelope, que é sempre enviado aos contribuintes, a partir de dezembro, juntamente com os avisos de vencimento do prazo.

A Secretaria da Fazenda divulgou que até o presente momento não houve nenhuma denúncia que torne comprovada qualquer tipo de fraude nas correspondências de 2019. Mas é preciso deixar claro para o contribuinte, segundo o órgão, que o aviso de vencimento que chega à residência do responsável pela quitação do boleto é apenas um lembrete e que o código de barras que consta no lembrete é apenas um código de postagem dos correios. O imposto deve ser pago na rede bancária credenciada utilizando apenas o número do Renavam do veículo.

Todavia, se o contribuinte suspeitar que tenha pagado um boleto falso, o primeiro passo é entrar em contato com a Secretaria da Fazenda para realizar a consulta do pagamento. Caso seja comprovada a fraude, um boletim de ocorrência deverá ser registrado na Polícia Civil, pois é importante saber o perfil do criminoso, como o modo de operação, o horário em que tentava praticar o golpe, ou seja, ao ter todas essas características, facilita o trabalho e as táticas que vão ser utilizadas para investigar a quadrilha e evitar desta forma que pratiquem golpe com outras pessoas.

Como descobrir a diferença entre IPVA falso e verdadeiro – Dicas

Diferença entre IPVA falso e verdadeiro | Como IdentificarÉ uma lástima que o constrangimento do cidadão ao perceber ter sido enganado por algum tipo de golpe, acaba impedindo que eles, vítimas desses criminosos, façam o boletim de ocorrência nas delegacias de polícia da cidade.

Para evitar esse tipo de transtorno, veja o que você deve observar para constatar a diferença entre IPVA falso e verdadeiro:

1. Código de barras marcado

Verifique se o número do código de barras informado corresponde ao da parte de cima da fatura, e certifique-se de que os primeiros algarismos se referem ao banco de destino do pagamento. Cada banco possui um número específico, e você pode consultá-los pelo site da Federação Brasileira de Bancos.

2. Vencimento do boleto

Alguns estelionatários emitem boletos com data de vencimento próxima, ou já vencidos, para forçar os consumidores a pagarem a conta sem uma certificação mais aprofundada da validade do documento. Desconfie de faturas vencidas.

3. Padrões utilizados

Pegue um boleto emitido pela mesma instituição no ano anterior e compare o conteúdo entre ambos. Cabeçalhos, espaçamento, fonte utilizada, marcas e sinalizações que dificilmente serão alteradas de um ano para o outro. Caso haja divergências, desconfie.4. Erros de digitação

Erros de digitação e, principalmente, de português, praticamente atestam que o documento é fraudado, porque instituições financeiras reconhecidas no mercado não se dão ao luxo de cometer falhas tão primárias.

5. Qualidade do papel e modo de envio

É algo que ninguém presta atenção, mas até isso pode revelar que o documento a ser pago é falso. A dica, novamente, é comparar com boletos antigos para identificar se o papel possui a mesma gramatura, cor e rigidez.

Fique atento e não pague o boleto caso esteja duvidando de sua veracidade. Busque ajuda na Secretaria da Fazendo do seu estado e certifique-se de que se boleto do IPVA é verdadeiro.

 

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 2

Diferença entre IPVA falso e verdadeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *